11 2303-4022 | 11 4240-3100
Matriz Guarulhos - SP
ver outras filiais

Fique por dentro de todas
as novidades da PacíficoLog

Trecho na BR-156 é interditado após incêndio destruir ponte, no Amapá


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) interdita desde quarta-feira (6) o fluxo de veículos em ambos os sentidos no trecho Sul da BR-156. A restrição ocorre em razão da destruição de uma ponte no quilômetro 100 da rodovia, a 35 quilômetros do distrito Maracá, em Mazagão.
A estrutura pegou fogo no início da manhã de quarta-feira e impede o uso dela por veículos leves e pesados. O caso é tratado pela PRF como um "ato criminoso" e foi encaminhado à Polícia Federal (PF) para apurar a autoria e as causas do incêndio.
A interdição é por tempo indeterminado. Os reparos nas pontes vão ocorrer somente após a PF realizar a perícia na estrutura incendiada.
De acordo com o inspetor chefe da PRF, Aldo Balieiro, as chamas consumiram a ponte por causa da impossibilidade de conter o avanço do fogo. O córrego que passa embaixo da estrutura encontra-se sem água e não existe comunidades próximas. Maracá, em Mazagão, fica a mais de 30 quilômetros.
"Nossa equipe chegou e viu a estrutura sendo tomada pelo fogo. O córrego é pequeno e a ponte tem oito metros. Como não houve possibilidade de apagar o fogo, as chamas consumiram as estruturas. Orientamos no local, com barreiras para evitar acidentes", relatou o inspetor chefe da PRF no Amapá.
A proposta é fazer um ramal no entorno do córrego para que os veículos transitem pela BR-156 enquanto a ponte recebe os reparos.
"Sugerimos um ramal para fazer o contorno desse córrego para minimizar esse problema até a ponte ser totalmente recuperada. Esse caminho era até utilizado pela empresa que fazia Linhão [de Tucuruí]", disse Balieiro.
O Departamento Nacional de Infrastrutura de Transportes (Dnit) informou que o ramal deverá ser construído a partir desta quinta-feira (7).

Fonte: G1


Prezados Clientes,
Devido ao incêncio, as entregas nos munícipios de Laranjal e Vitória do Jari estão sendo prejudicadas, o que gerará possíveis atrasos. Pedimos sua compreensão e estamos disponíveis para eventuais esclarecimentos.